Resposta de dois cultivares de bananeira a diferentes lâminas de irrigação

José Humberto Oliveira de Azevedo, Francisco Marcus Lima Bezerra

Resumo


Com o objetivo de avaliar os efeitos de diferentes lâminas de irrigação na cultura da bananeira conduziram-se um experimento na fazenda experimental Vale do Curu, no município de Pentecoste, Ceará, Brasil. O experimento constituiu-se de quatro lâminas de irrigação (T1 – 1,5 ECA; T2 – 1,0 ECA; T3 – 0,75 ECA; T4 – 0,5 ECA) com parcelas subdivididas para os cultivares ‘Prata Anã’ e ‘Pacovan’. As irrigações diferenciadas iniciaram-se a partir do 4o mês de cultivo e, por ocasião da colheita, foi avaliado o efeito quantitativo das variáveis, número de pencas por cacho, número de frutos por pencas, peso do cacho e produtividade, através de análise de variância e de regressão. Também, analisou-se o efeito qualitativo dos dois cultivares (‘Prata Anã’ e ‘Pacovan’) pelo teste de Tukey. Os dados obtidos revelaram diferença significativa entre os dois cultivares, sendo que as variáveis número de pencas por cacho e número de frutos por pencas foram maiores para o cultivar ‘Prata Anã’ e, peso do cacho e produtividade, maiores para o ‘Pacovan’. Não houve efeito significativo das variáveis números de pencas por cacho e número de frutos por penca com as lâminas de irrigação aplicadas. Por outro lado, o peso do cacho e a produtividade aumentaram, significativamente, com o aumento das lâminas de irrigação, sendo que os maiores valores foram obtidos com a lâmina máxima aplicada e para o cultivar ‘Pacovan’. Contrariamente, a maior eficiência do uso da água foi conseguida com a menor lâmina aplicada.

Palavras-chave


Musa sp. Irrigation levels. Water deficit.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.